Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Canjirão de Morraça

O Canjirão de Morraça

27
Set17

Um Problema Concelhio [Dra Ana Correia - Manhãs da 3 - RTP Antena 3]

António

Cara Drª

A minha casa fica exactamente sobre a linha divisória que separa os concelhos do Fundão e Castelo Branco. Tenho três quartos: um fica no concelho do Fundão, outro no de Castelo Branco e o terceiro, aquele onde eu durmo, é atravessado ao meio pela linha divisória. A cama está posicionada de tal forma que, quando estou deitado, se me viro para a direita fico no concelho de Castelo Branco, se para a esquerda fico no do Fundão. Como, durante a noite tenho o hábito de me virar de vez em quando, que é para ficar bem tostadinho dos dois lados, acabo por passar metade da noite num concelho, a outra metade no outro. Como resultado de todas estas viagens nocturnas entre concelhos, acabo por acordar cansadíssimo, ao ponto de pensar se vale realmente a pena deitar-me para descansar.

Uma solução fácil para o problema seria deslocar a casa uns metros para um ou outro lado da linha divisória. O problema é que não consigo decidir em qual dos concelhos é que gostaria de morar; de forma que vou adiando a solução do problema.

Outra solução consistiria em deslocar ligeiramente a linha divisória. Só que aquilo tem lá uma placa, de aspecto oficial, que diz: ao cimo, em letras grandes «Propriedade do Estado»; depois, mais abaixo «Linha Divisória que Separa os Concelhos do Fundão e Castelo Branco», ao fundo, em letra miudinha tem «Não pense sequer em deslocar esta linha um milímetro que seja para poder dormir melhor porque nós vamos logo dar conta e aplicar-lhe-emos as sanções previstas nos decretos-lei 128/2023, 256/2034, 512/2045, etc., etc.»; do lado direito, a placa tem um olho desenhado e por baixo, escrito na vertical, a palavra «toutaver»; não imagino o que é que isto significa. Depois de ter visto isto, não me atrevo a aproximar-me da malfadada linha a menos de 20 metros.

Enquanto não arranjo uma solução definitiva, o que eu preciso é de um audiogésico ultra-potente, tipo «de caixão à cova» ou tipo «tiro e queda», em dose cavalar, que possa tomar antes de deitar e que me mantenha sossegado toda a noite, sem andar a saltitar de um concelho para o outro, feito barata tonta. Não me importo de ficar todo esturriscado de um lado e completamente cru do outro.

Obrigado Drª. Abém danação,

António Esteves 
agricultor 
Castelo Branco

P.S. A Drª faz desconto para reformados expansionistas?

Este texto está disponível em Um Problema Concelhio

© Todos os direitos reservados


Pensamento do dia

 

Comecei por roer as unhas - Vénus de Milo

 


Outros textos subordinados ao tema em Drª Ana Correia

Outros textos publicados no Blog em O Canjirão de Morraça - Textos

Blog associado: Polemikon

.

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub